Crítica de TV: Verão 90 e a árdua tarefa de levantar o horário das 7

A novela “Verão 90”, da Globo, chegou com uma dura missão: recuperar o audiência perdida pela fracassada “O tempo não para”, trama antecessora. Com ar de nostalgia, nos fazendo relembrar o final dos anos 80 e início dos 90, a narrativa veio prometendo ser um grande sucesso. Apesar de alguns erros de continuidade, cenário e figurino, o elenco, encabeçado pela brilhante Claudia Raia, traz um vigor especial pra história. Claudia Raia é culpada pelas melhores cenas da novela, a espalhafatosa Lidiane Pantera é o charme do enredo.

060219-verao90-01-590x417

Ainda falando da escalação do elenco, a talentosa Isabelle Drumond é outra que vem se destacando, mesmo não acertando totalmente o tom humorístico. Rafael Vitti e Jesuíta Barbosa são outras boas surpresas da novela. Vitti, tem verdade no olhar, e, convence como o mocinho injustiçado, João. Já Jesuíta, seu irmão na história, tem nos causado sentimento de indignação, como o vilão Jerônimo.

Em termos de audiência, “Verão 90” está numa constante ascensão, ontem  (20/03), a trama bateu seu recorde, marcando 27,1 pontos em São Paulo, resgatando os 23,8 pontos herdados por “O tempo não para”. Cada ponto equivale a 73 mil domicílios na Grande São Paulo,

Sucesso!

Por hoje é isso!

Anúncios

Descobertas da semana

 

-Sofia Reyes – R.I.P. (feat. Rita Ora & Anitta): Anitta não para! A poderosa está mais internacional do nunca. A tão aguardada parceria com Rita Ora, acaba de sair do forno. No clipe, temos as cantoras dançando e sensualizando, em cenários coloridos e com bailarinas. A música, apesar do ritmo latino, não deve fazer sucesso por aqui. A letra não é das mais grudentas, entretanto, vai trazer mais visibilidade para Anitta, no exterior. Dá um confere aí:

 

-benny blanco, Tainy, Selena Gomez, J Balvin – I Can’t Get Enough: Outra que é a rainha dos “feats” é Selena Gomez. A musa, que já está há um tempo sem um CD de inéditas, não para. Após o sucesso da parceria com DJ Snake de “Taki Taki”, a cantora chega com mais uma que tem cara de hit. Apesar do clipe pouco empolgante, a música é ótima e tem tudo pra ser sucesso.

-Mariah Carey – A No No: A diva continua a divulgação de seu mais recente álbum. A música de trabalho escolhida é a animada “A No No”. Mariah e sua turma, no clipe, se divertem no metro. O vídeo nos remete às suas produções dos anos 2000, básica, mas cheio de ritmo e animação. A faixa sem dúvida é uma das melhores do disco. Dá um confere aí:

-Maiara e Maraisa – Vai ter que confiar em mim: As irmãs sertanejas estão em fase de divulgação do novo CD/DVD “Reflexo”. Semana a semana, são divulgadas no YouTube faixas do trabalho. A escolhida dessa vez é animada “Vai ter que confiar em mim”.

-Maite Perroni – Roma: Após uma sequência de lançamentos de singles trazendo o seu lado mais sensual, como “Adicta” e “Bum Bum Dale Dale”, a eterna Lupita volta a sua essência, o Pop latino mais romântico, reggaeton. A canção “Roma” mostra Maite mais centrada, e claro, passeando por Roma. Tá lindo, assiste aí:

 

Por hoje é isso!

Memória em foco: Sandy & Junior, um fenômeno difícil de esquecer

A dupla Sandy & Junior  iniciou as atividades no final da década de 80, com aparições em programas de TV da época. A primeira apresentação pública, aconteceu no programa “Som Brasil”, da Globo, apresentado por Lima Duarte. A clássica “Maria Chiquinha” foi a primeira canção cantada pela pequena dupla (até então) sertaneja.

De lá pra cá foram 17 anos de carreira (até o hiato, em 2007), milhões de CD’s e DVD’s vendidos, centenas de aparições em programas de TV, milhares de shows pelo Brasil, 4 anos do seriado “Sandy & Junior” na Globo, apresentação no Rock in Rio, Maracanã e por aí vai…

sandy-e-junior-em-2000
Os irmãos no auge da carreira, em 2001. Créditos: Site oficial

A dupla foi a maior fenômeno Pop que o Brasil já teve, é difícil até para os irmãos dimensionarem o tamanho do sucesso. Mas nem tudo são flores, durante a carreira de Sandy e Junior, muito se especulou sobre uma separação da dupla, desmentida constantemente. Os boatos foram tomando força em meados de 2003, após os irmãos começarem a se apresentar em projetos paralelos. O irmão de Sandy quis sair da sombra da musa, passou a assinar como Junior Lima, e assumiu a bateria da banda Soul Funk, tocando todas as semanas numa casa de shows de SP. Já a princesa do Pop, passou a voar também sozinha. Sandy iniciou apresentações pelo país cantando MPB e música erudita, num projeto inédito intitulado “Simplesmente Sandy”. Em 17 de abril de 2007, eles convocaram a imprensa para anunciar uma grande notícia: a dupla Sandy e Junior se despediria dos palcos no final daquele ano. O comunicado também foi feito em tempo real pela internet, foi divulgado um vídeo no site oficial no momento da coletiva contando a “novidade” aos fãs.

A notícia da separação pegou muita gente de surpresa, os fãs não queriam aceitar. Mas com o passar do tempo, a dupla recebeu o apoio dos fãs, durante aquele ano. Sandy & Junior fizeram uma série de shows se despedindo do público.

De lá pra cá se passaram 12 anos (parece que foi ontem, né?). Sandy, após a separação da dupla, deu um rumo diferente na carreira, passando a fazer shows mais intimistas e uma música menos popular, mas sempre com uma legião imensa de fãs. Junior Lima participou da banda Nove Mil Anjos, que não durou muito, e atualmente toca um projeto de música chamado Maminal, onde se apresenta em casa de shows pelo país.

Mesmo com carreiras bem-sucedidas, os fãs sempre pediam aos irmãos uma volta, mesmo que temporária. Pois bem, tanto que pediram, foram (fomos) atendidos. Os irmãos desde o começo do ano vêm dando dicas de algo está para acontecer. Trocaram posts no Instagram, instigaram o público com pistas… mas calma! A confirmação de uma turnê está para acontecer, Sandy & Junior convocaram para amanhã (13) uma coletiva de imprensa onde irão anunciar detalhes do projeto. O que sabemos (extraoficial) é que a dupla fará uma turnê para comemorar os 30 anos da parceria. A temporada de shows estaria agendada para percorrer 10 capitais, incluindo RJ, SP e BH. Agora é separar o cartão de crédito e se jogar nessa temporada de shows.

 

Por hoje é isso!

 

Crítica de TV: Espelho da Vida inova, mas decepciona

A atual novela das 18h da Globo “Espelho da Vida”, está em sua reta final. A trama da autora mística Elizabete Jhin, flerta com o público justamente por suas peculiaridades. A história gira em torno da mocinha dramática Cris, que é atriz. A jovem recebe a missão de interpretar Júlia, uma moça morta misteriosamente no século passado. Ao buscar a história da vítima, Cris se depara com uma série de situações que se relacionam com a sua vida. A partir de então, a novela toma forma e Cris descobre que é reencarnação de Júlia. Complexo, não é mesmo?!? Mas não para por aí…

espelho
Alain e Cris são os protagonista da trama

Cris, ao descobrir que foi Júlia numa vida passada, resolve buscar mais informações sobre sua alma anterior. Em dado momento, num transe difícil do público (e da crítica) assimilar, a jovem através de um espelho (que se torna uma espécie de portal), passa à voltar no tempo e reviver a história da Júlia, para tentar descobrir quem de fato assassinou a jovem. Uma loucura…

Apesar do público não ter se adaptado bem a essa história, “Espelho da Vida” é uma novela requintada, com um bom elenco incluindo Júlia Lemmertz, Alinne Moraes, Irene Ravache e a protagonista Vitória Strada, que caiu nas graças dos espectadores da trama e também da alta direção da Globo. A cena em que Cris tem um surto psicótico foi sem dúvida um dos pontos altos da trama.

cris-alucina-e-confunde-alain-com-gb
Foto: divulgação TV Globo

Em termos de audiência, a saga de Cris/Júlia segue abaixo da meta da Globo (20 pontos para o horário), e é tida como um fracasso. A trama de Elizabete Jhin, está praticamente empatada com “Bogie Oggie” (pior audiência tida nas 18h), possuindo média parcial de 17,45.

Se “Espelho da Vida” vai conseguir melhorar sua audiência nos últimos capítulos, ninguém sabe. Contudo, é certo que continuaremos nos deliciando com a atuação do elenco e a delicadeza de Jhin.

 

Por hoje é isso!

 

Crítica de TV: Novela da Globo choca ao colocar o dedo na ferida

Que Walcy Carrasco é mestre em fazer boas novelas isso ninguém duvida. Em seu currículo temos sucessos como “Xica Da Silva”, “O Cravo e a Rosa”, “Chocolate Com Pimenta”, “Caras e Bocas”, “Alma Gêmea”, Amor à Vida” entre tantos outros. Agora, em sua segunda novela no horário das 9 da Globo, Walcyr mostra o quão versátil é. Com uma trama carregada de drama e emoção, “O Outro Lado do Paraíso” tem surpreendido o público com seus enredos e merece destaque na nossa “Crítica de TV“.

O-Outro-Lado-do-Paraiso-g1
Créditos: divulgação Rede Globo

Diferentemente de suas outras produções, “O Outro Lado do Paraíso” foge do humor, e aborda temas polêmicos. Entre os assuntos que têm dado o que falar podemos destacar a violência doméstica, homossexualidade, preconceito racial e ananismo.

Logo nos primeiros capítulos percebemos a força da novela, ao destacar o abuso sexual que Gael (Sérgio Guize) praticou em sua esposa Clara (Bianca Bin). A cena chocou os telespectadores que reagiram nas redes sociais.

O caso da anã Estela (Juliana Caldas) filha de Sophia (Marieta Severo) também vêm impactando o público, já que a megera não aceita a condição da moça.

estela-juliana-caldas-e-sophia-marieta-severo-de-o-outro-lado-do-paraiso
Créditos: divulgação Rede Globo

Mas essas histórias polêmicas parecem que não vêm agradando tanto assim o público. A Globo bateu o martelo e decidiu que vai mudar boa parte da condução da trama. A mudança se deve por reclamações de uma parcela dos telespectadores, que estão questionando à obscuridade da trama. A ordem a partir de agora é apostar em humor, dar mais agilidade para a novela e diminuir a participação da anã Estela e do médico gay vivido por Eriberto Leão, já que são consideradas cenas de impacto.

A novela tem tudo para ser um grande sucesso: tem um bom elenco, histórias envolventes, além claro, de ser escrita pelo mestre da dramaturgia Walcyr Carrasco.

Vamos aguardar!

Por hoje é isso!

 

Bate e rebate…

…A maré não anda das melhores na casa de Luciano Huck. Após Angélica perder seu programa de sábado, o “Estrelas”, o “narigudo” pode ser o próximo a sair do ar. A Rede Globo foi categórica em seu posicionamento sobre a possível candidatura de Luciano. Se o apresentador quiser concorrer às eleições presidenciais terá seu contrato suspenso…

…e mais, comenta-se que esse desligamento seria definitivo. Por enquanto não existe nada oficial, mas o boate é que até Angélica estaria na corda bamba. Em linha gerais: Se Huck quiser ser presidente, ele a mulher estão fora Globo… à aguardar…

2014-10-30-angelica-e-huck

…Ainda no “Plim Plim”, William Waack está no olho do furacão. O jornalista teve um vídeo de 2016 vazado, nele, o global teria dito palavras de cunho racista. Ele diz não se lembrar do ocorrido. A qualidade do vídeo é péssima, não dá pra ter certeza do que realmente foi falado. Mas o concreto é, o canal se posicionou e afastou Waack do “Jornal da Globo”…

…Waack é um bom jornalista, com anos de bagagem e experiência, apesar de ser extramente arrogante e pedante. Fica difícil de acreditar que alguém com grande potencial intelectual (principalmente político) seja capaz de tamanha blasfêmia. Temporariamente, William é substituído pela Renata Lo Prete, mas internamente, o boato é que Heraldo Pereira ou Maju ocupe definitivamente o cargo…

william-waack-e-heraldo-pereira

…A RedeTV! está em festa, pelo menos teoricamente. A emissora acabou de completar a maioridade no último dia 15. No ar desde 1999, o canal que já teve Marília Gabriela, Fernanda Lima, Hebe e Adriane Galisteu em seu casting, acumula polêmicas nesses anos de estrada. Como esquecer as brigas entre o “Pânico” e o Clodovil?! Épico!

redetv.jpg

…Apesar do aniversário, o canal não tem tanto o que comemorar, em termos de audiência. Faz tempo que a RedeTV! deixou de ser “a rede de TV que mais cresce no Brasil”, como é seu slogan… Poucos programas da casa conseguem índices satisfatórios, exceto o “TV Fama”, “Encrenca”, Marcelo de Carvalho, Luciana Gimenez e a rainha das tardes, Sônia Abrão… Não tá fácil!

Por hoje é isso!

Fanatismo: até que ponto vai o amor pelo ídolo?

Na década passada, Sandy e Junior, Rouge, KLB e Wanessa Camargo faziam a cabeça da garotada, eram ídolos com potencial, mas, agora são outros tempos… Com o avanço da internet e  o “boom” do YouTube, somos bombardeados a todo o momento com “novos ídolos”, alguns não duram mais que um hit, outros já conseguem se consolidar. No Brasil, Anitta e Luan Santana figuram como os principais nomes dessa geração. Nessa edição da “Coluna Especial”, iremos falar da relação tão intensa entre artista e fã.

sandy-e-luan-santana-faustao-22-01-2017-06-materia

Ser fã de alguém vai muito além de simplesmente acompanhar o trabalho, envolve afeto, amor incondicional e um acima de tudo, respeito. Atualmente, o que temos visto é uma relação deturpada, algo difícil de assimilar. Há alguns meses, as coleguinhas Simone e Simaria passaram por apuros, em um show. Um admirador das sertanejas, conseguiu invadir o palco e derrubou Simaria, causando revolta na irmã, que deu um soco no fã. Marília Mendonça, há algumas semanas, foi outra vítima, ao se apresentar em Minas Gerais, foi atingida por um celular no rosto, e disparou: ” Eu não sou nenhuma cadela. Eu estou aqui trabalhando.” Ficou tenso!

portaldoholanda-724435-imagem-foto-amazonas

Nesses últimos meses, quem não tem tido sorte é a cantora Sandy, no começo do ano a musa teve seu braço puxado durante uma apresentação, o ocorrido tomou proporção nacional, com direito a especial de Roberto Cabrini, no SBT, analisando o caso. Nesses dias, outro fã da irmã de Junior extrapolou os limites do bom senso a puxou seu cabelo, durante sua chegada em Sergipe.

sandy-e-noely-lima-causam-tumulto-ao-chega-em-evento-em-sp-5_361163

Até que ponto pode chegar a loucura de  um anônimo por um ídolo?

Em 2016, Ana Hickmann quase perdeu a vida por conta de um rapaz obcecado. O caso chegou às vias de fato, e a modelo só não morreu pois foi salva pelo cunhado, que matou o rapaz. O inquérito está na justiça e promete ainda dar o que falar…

É compreensível a emoção do fã ao dar de cara com o ídolo que tanta ama e tem apreço, mas é preciso ter prudência para não transformar o sonho em pesadelo. Fã de verdade não machuca, não fere, não agride.

Por hoje é isso!