Fanatismo: até que ponto vai o amor pelo ídolo?

Na década passada, Sandy e Junior, Rouge, KLB e Wanessa Camargo faziam a cabeça da garotada, eram ídolos com potencial, mas, agora são outros tempos… Com o avanço da internet e  o “boom” do YouTube, somos bombardeados a todo o momento com “novos ídolos”, alguns não duram mais que um hit, outros já conseguem se consolidar. No Brasil, Anitta e Luan Santana figuram como os principais nomes dessa geração. Nessa edição da “Coluna Especial”, iremos falar da relação tão intensa entre artista e fã.

sandy-e-luan-santana-faustao-22-01-2017-06-materia

Ser fã de alguém vai muito além de simplesmente acompanhar o trabalho, envolve afeto, amor incondicional e um acima de tudo, respeito. Atualmente, o que temos visto é uma relação deturpada, algo difícil de assimilar. Há alguns meses, as coleguinhas Simone e Simaria passaram por apuros, em um show. Um admirador das sertanejas, conseguiu invadir o palco e derrubou Simaria, causando revolta na irmã, que deu um soco no fã. Marília Mendonça, há algumas semanas, foi outra vítima, ao se apresentar em Minas Gerais, foi atingida por um celular no rosto, e disparou: ” Eu não sou nenhuma cadela. Eu estou aqui trabalhando.” Ficou tenso!

portaldoholanda-724435-imagem-foto-amazonas

Nesses últimos meses, quem não tem tido sorte é a cantora Sandy, no começo do ano a musa teve seu braço puxado durante uma apresentação, o ocorrido tomou proporção nacional, com direito a especial de Roberto Cabrini, no SBT, analisando o caso. Nesses dias, outro fã da irmã de Junior extrapolou os limites do bom senso a puxou seu cabelo, durante sua chegada em Sergipe.

sandy-e-noely-lima-causam-tumulto-ao-chega-em-evento-em-sp-5_361163

Até que ponto pode chegar a loucura de  um anônimo por um ídolo?

Em 2016, Ana Hickmann quase perdeu a vida por conta de um rapaz obcecado. O caso chegou às vias de fato, e a modelo só não morreu pois foi salva pelo cunhado, que matou o rapaz. O inquérito está na justiça e promete ainda dar o que falar…

É compreensível a emoção do fã ao dar de cara com o ídolo que tanta ama e tem apreço, mas é preciso ter prudência para não transformar o sonho em pesadelo. Fã de verdade não machuca, não fere, não agride.

Por hoje é isso!

 

Anúncios

Memória em foco: Rouge – Um fenômeno difícil de explicar!

 

O nosso “Memória em foco” da semana relembra o maior grupo feminino de todos os tempos no Brasil: Rouge!

Rouge-10-Anos-2002-2012

Era fã das meninas? Chega aqui e vamos matar um pouco da saudade…

O Grupo Rouge foi formado no extinto “Popstar” do SBT, em 2002, após enfrentarem milhares de meninas nas eliminatórias, saíram vitoriosas Aline, Patrícia, Fantine, Karrin e Luciana.

Logo de cara as meninas conquistaram a empatia do público, com coreografias marcadas e músicas chicletes, o Rouge fazia peregrinação por todos os programas de todas as emissoras, exceto os da Globo, que vetava artistas descobertos em outras emissoras, mas esse fato nunca atingiu a banda, pois eram figurinha carimbada em todos os canais.

O primeiro single “Não dá pra resistir” foi um sucesso, sendo trilha sonora da novela “Pícara Sonhadora”. O carisma e simpatia das meninas conquistavam cada vez mais o público. Logo no primeiro (e mais bem sucedido trabalho) as meninas atingiram o sucesso com diversas músicas, “Beijo Molhado”, “Hoje eu sei” e a inesquecível “Ragatanga” marcaram época. Falando em “Ragatanga”, esse foi o maior sucesso das meninas, com um refrão complicado e uma coreografia marcada, as meninas se consolidaram com um fenômeno nacional!

O segundo álbum do Rouge chegou, e mesmo não tendo a mesma repercussão do anterior, fez bastante sucesso, hits como “Brilha La Luna” e “Um anjo veio me falar” são cantadas até hoje…

A carreira das meninas ia aparentemente bem, aparentemente….algo por trás não era revelado em frente as câmeras… Uma das melhores vozes do grupo, Luciana, decidiu abandonar o grupo, alegando incompatibilidade com o estilo da banda, a notícia caiu como uma bomba para as outras integrantes e para o público. Luciana abandona o grupo, mas mesmo assim elas seguem já pensando no 3º álbum de estúdio.

Vamos relembrar esse hino:

 

O 3º CD do Rouge chega, mas com a sensação de que está faltando alguma coisa, e está. Com uma pegada mais infantil, o disco causa menos impacto que o anterior… destaque para “Blá Blá Blá” e “Sem Você”, a última, trilha sonora da novela “Esmeralda” no SBT.

Em 2005, o 4º (e último) trabalho das meninas chega, no momento em que a pirataria está em alta no Brasil, o CD não atinge os melhores resultados. O trabalho trás todos os sucessos da carreira do Rouge e algumas inéditas, entre elas “Vem Habib” e a balada “O Amor é Ilusão”. O fraco desempenho do álbum e o fim do contrato com a gravadora, encerram a carreira do Rouge no final daquele ano, algo difícil de se compreender e aceitar até hoje…

Em 2013 as meninas ensaiaram uma volta, algo que não se concretizou. O blog sempre foi fã do Rouge e acredita no talento das meninas e num possível retorno.

#VoltaRouge

Por hoje é isso!

 

Descobertas da semana

O nosso “Descobertas da semana” está cheio de novidades; vamos conhecer os últimos lançamentos do Pop/Mpb.

-Britney Spears – Make Me: A princesinha do Pop está de volta! Após um hiato de quase um ano sem lançar single, “Neyde” nos apresenta uma canção melódica, quase uma baladinha romântica, lembra um pouco a pegada “Perfume”, um dos seus últimos singles. De longe reconhecemos que é Britney no vocal. A versão remixada da música já está sendo executada nas pista.

Vem ouvir!

 

-Paula Fernandes – Depende da gente: O primeiro videoclipe do novo trabalho da mineirinha nos apresenta uma prévia de como será o DVD. A canção, uma balada romântica (sua marca), foge um pouco do sertanejo, com traços do Pop. O blog gostou da concepção do clipe, e acredito que esse trabalho será um dos melhores de sua carreira, o DVD ainda conta com a participação da Sandy, vamos aguardar.

Vem ouvir!

 

-Demi Lovato – Body Stay: A estrela da Disney está voltando, e mais sexy do nunca. Demi é aquela típica cantora que não fica muito tempo parada (e a gente adora), tá sempre trazendo novidade para seu público. “Body Stay” tem uma melodia bonita e gostosa de se ouvir, apesar de não ter tanto apelo comercial, diferente dos últimos singles da cantora de “Confident”. A capa do single nos apresenta uma Demi sexy e provocativa.

Vem ouvir!

Li Martins – Vai Chegar: A eterna Patrícia do Rouge nos apresenta seu primeiro single solo, desde o final do grupo, em 2005. A letra, composta pela mesma, fala da esperança de um amor que ainda vai chegar. O clipe foi gravado na Turquia e conta com lindas imagens. A música já é sucesso nacional, pois é abertura da novela da Band, “Sila, Prisioneira do amor”. O blog sempre teve a Li como sua preferida do Rouge, e torce pelo seu sucesso.

 

Por hoje é isso!