Crítica de TV: Verão 90 e a árdua tarefa de levantar o horário das 7

A novela “Verão 90”, da Globo, chegou com uma dura missão: recuperar o audiência perdida pela fracassada “O tempo não para”, trama antecessora. Com ar de nostalgia, nos fazendo relembrar o final dos anos 80 e início dos 90, a narrativa veio prometendo ser um grande sucesso. Apesar de alguns erros de continuidade, cenário e figurino, o elenco, encabeçado pela brilhante Claudia Raia, traz um vigor especial pra história. Claudia Raia é culpada pelas melhores cenas da novela, a espalhafatosa Lidiane Pantera é o charme do enredo.

060219-verao90-01-590x417

Ainda falando da escalação do elenco, a talentosa Isabelle Drumond é outra que vem se destacando, mesmo não acertando totalmente o tom humorístico. Rafael Vitti e Jesuíta Barbosa são outras boas surpresas da novela. Vitti, tem verdade no olhar, e, convence como o mocinho injustiçado, João. Já Jesuíta, seu irmão na história, tem nos causado sentimento de indignação, como o vilão Jerônimo.

Em termos de audiência, “Verão 90” está numa constante ascensão, ontem  (20/03), a trama bateu seu recorde, marcando 27,1 pontos em São Paulo, resgatando os 23,8 pontos herdados por “O tempo não para”. Cada ponto equivale a 73 mil domicílios na Grande São Paulo,

Sucesso!

Por hoje é isso!

Anúncios